Me pediram pelo facebook do blog um antes e depois mais atualizado, então segue a postagem. Primeiro, segue os números práticos:

Peso antes da cirurgia: 196.4 kg.
Peso na cirurgia: 182.4 kg
Peso atual: 112 kg
Menor peso: 81.8 kg (2012)

Percebam que eu tive um reganho de peso de aproximadamente 30 kg entre 2012/2014, reganho esse que na verdade aconteceu em um período ainda mais curto de tempo: aproximadamente um ano. Resultado de um abandono do tratamento, e uma lembrança de que a cirurgia não é solução imediata para nada. A um ano luto para manter o peso, e consegui estabilizar em 112 kg (sendo um total de 84 kg eliminados desde o começo do processo). Gostaria de perder mais? Sem dúvida, mas para isso é preciso que a luta seja diária e continua.

Segue as comparações:

Menor Peso (81.8 kg)


Peso na cirurgia (182.4 kg)



Peso Atual (112,5 kg)


 
O que o estômago e o ego tem em comum?
R:
Ambos são capazes de se expandirem e retraírem dependendo de como eles são "alimentados".

Para um recém-operado, é normal procurar outras pessoas que tenham feito a cirurgia bariátrica, gastroplastia, afim de tirar dúvidas, de compartilhar vitórias e conquistas, mas até que ponto isso é saudável?

O real problema é que muitas vezes, essa troca de informação vem acompanhada de uma visão competitiva, isso é, de buscar ser melhor que o outro, de perder mais peso, de se alimentar de forma mais "correta",  e quando isso não acontece, pode gerar um desconforto, uma certa frustração.

Independente de como cada um lida com a cirurgia, é natural desejar se superar, mas para isso, o ideal é que não defina suas metas baseada na conquistas de outras pessoas. O corpo e a mente de cada operado tende a lidar de forma diferente após a cirurgia, alguns possuem um metabolismo mais rápido, outros se esforçam mais, alguns tem facilidade para perder peso, etc.

Ou seja, nessa competição, observar resultados positivos demais pode acarretar na ideia de que sua cirurgia não funcionou, que seus resultados não são suficientes, que você está fazendo algo errado, e isso não é necessariamente verdade. As únicas pessoas preparadas para decidirem se sua cirurgia funcionou ou não é a equipe médica que acompanha você.

E o mais importante, é lembrar, ninguém perde 100 KG sentado em frente a um PC comparando resultados, o importante é ir a luta, seguir corretamente sua dieta, fazer exercícios físicos, e tentar SE superar sempre, não superar o próximo.

Pipoca Yoki Zero - Zero Gordura e Sódio
Revivendo uma postagem de 2011, "Pipoca Engorda?", venho me redimir sobre meus comentários referente a pipoca de Microondas, mas adendo, não todas, continuo achando que pipocas de microondas são vilões que devem ser evitados. Mas fui forçado a repensar meu preconceito a respeito de todas opções no mercado ao observar o rótulo de algumas opções mais saudáveis, em especial, a Pipoca Yoki Natural Zero e a Pipoca Yoki Natural Light e perceber que existem opções que não são tão ruins assim.

Tirando talvez o excesso de conservantes e produtos químicos atribuídos a versões pré-prontas ou para microondas, essas duas opções apresentaram pontos positivos bastante interessante, o que me levou a compra, e consequentemente, a aprovação dos produtos.
Pontos que tornam essa opção vantajosa
Praticidade: Basta tirar o saco plástico, colocar a pipoca no microondas, esperar estourar e retirar, podendo comer no próprio saco sem sujeira e sem precisar limpar nada.

Rica em Fibras: Uma porção de 50 gramas tem aproximadamente 6,5 gramas de fibra e 140 calorias, considerando que uma porção desse tamanho seja equivalente a mais da metade um saco de pipoca, é proporcionalmente bastante agradável.

Baixo valor calórico e pouca Gordura: Enquanto as opções como "Natural com Sal", ou "Bacon", "Cheddar", "Doce" possuíam um valor calórico de aproximadamente 100 calorias por porção de 25 gramas e um valor de gorduras totais superior ao de 4 gramas, a "Natural Yoki Zero" e "Natural Yoki Light" possuíam ambas, 78 calorias e apenas 1 grama de gorduras totais, 4 vezes menos que as outras opções.

Zero Sódio: Inacreditável? Para mim também. Comprando com as demais opções de Microondas, conhecidas por sua excessiva quantidade de Sódio, que normalmente ultrapassam as 250mg por porção de 25 gramas, é assustador que seja possível que exista uma opção livre do excesso de sódio, mas é, existe. E para garantir que não seja atribuído um valor elevado, evite no sal e aproveite mais o sabor da pipoca.

Preço: Surpreendentemente, ao contrário do padrão atribuído a produtos zeros/lights, o valor não diferia em nada dos outros sabores, o que tornou essa opção de pipoca bastante acessível

Agora, se eu trocaria permanentemente as opções naturais e em grão por essas? Bem, provavelmente não, são práticas, baratas e eficientes, mas não entendo de química e não tenho certeza dos efeitos que os conservantes e aditivos químicos farão em minha saúde. Entendo que os grãos também possuam aditivos, conservantes, mas por ser mais tradicionais, ainda confio como melhor opção. Sou adepto do velho ditado: "Se sua bisavó não chamaria isso de comida, não coma" 

Lembrando ao pessoal que acabou de operar ou está entrando na dieta sólida agora que apenas o seu médico e nutricionista é capaz de indicar o que é melhor para a dieta de vocês. Essas pipocas podem possuir baixo valor calórico e pouca gordura, mas ainda são ricos em carboidratos o que pode causar o famigerado Dumpping, fora é claro, que pipoca é um alimento fibroso e alimentos fibrosos são bem mais dificilmente processados pelo novo estomaguinho de vocês. 
Informações Nutricionais
Porção de 25 g (1 xícara de chá)
Quantidade por porção% VD (*)
Valor energético78 kcal = 329 kJ4%
Carboidratos15 g5%
Proteínas2,4 g3%
Gorduras totais1,0 g2%
Gorduras saturadas0,1 g1%
Gorduras trans0**
Gorduras monoinsaturadas0,3 g**
Gorduras poliinsaturadas0,6 g**
Colesterol0**
Fibra alimentar3,2 g13%
Sódio00%
Ferro0,66 mg5%
(*) % Valores Diários de Referência com base em uma dieta de 2.000 kcal ou 8400 kJ. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas. (**) Valores Diários de Referência não estabelecidos.



Não Contém Glúten


Experimentei essa semana o Trio Shake Zero, embora não seja tão recente assim, ainda é pouco conhecido entre aqueles que estão fazendo dietas ou querem emagrecer. Criada pela Trio, marca bastante conhecida por seus cereais, Musli e barras, o Shake é lançado como uma opção mais saudável e menos calóricas no segmento de achocolatados prontos.

Em comparação a alimentos mais conhecidos, voltado ao mesmo segmento, o Trio Shake Zero apresenta algumas vantagens. Enquanto, antes, a única opção light viável era o Nescau Pronto, que em sua versão leve possuí aproximadamente 140 calorias, o Trio Shake Zero possuí apenas 79 calorias, além do mais, algo que me surpreendeu até, este possuí 4.2 gramas de fibras, ainda que seja claramente inserida artificialmente, é um valor bastante agradável considerando que fibras auxiliam no funcionamento metabólico e nas funções digestivas.

Em contrapartida as poucas calorias, o alimento peca em dois pontos essências para quem está em dieta: Primeiro, o ZERO é referente a quantidade de gorduras, isso é, o alimento contém açúcar em sua receita, e, como todo alimento que contém açúcar, pode provocar dumpping em pessoas que fizeram cirurgia bariátrica além de não dever ser ingerido por diabéticos; Segundo, o alimento possuí poucas proteínas, o que é inesperado para um shake. Em comparação ao Nescau Pronto Light citado acima, por exemplo, o Trio perde feio contendo apenas 1 grama de proteína por 200ml de produto, contra 8 gramas de proteína contidas no outro produto do segmento.

Outro ponto chave que pode desqualificar o uso do alimento é, que assim como toda bebida pronta, contém corantes e conservantes que podem ser prejudiciais a saúde. No entanto, não deve se descartar da dieta essa opção. Com um sabor excelente e uma consistência agradável, o Shake pode ser um ótimo auxiliar para aqueles momentos onde a compulsão por doces falar mais alto, além do mais, a opção é enriquecida com vitaminas A, B12, E, C, Ácido Fólico Ferro e Calcio, além da já citada excelente porção de fibras.

Não deve ser usada para substituir as refeições, mas certamente, é uma excelente opção para incluir em pequenos lanches. 

Se você é do tipo que acha que abóbora só combina com o dia das bruxas, aconselho que reveja seus conceitos. Para quem fez a gastroplastia, receitas com abóbora podem ser uma excelente ajuda no emagrecimento. Além de conter carboidratos essenciais, proteína vegetal, betacaroteno, ser rica em vitaminas A e conter outros diversos tipos de vitaminas, a abóbora é uma hortaliça especial para a dieta pois possuí um baixo valor calórico, uma xícara (aproximadamente 100 gramas) varia entre 20 e 50 calorias, dependendo do tipo consumido e tem em sua composição básica, 90% de água, sendo possível já adicionar a sua dieta logo na fase pastosa (lembre sempre de consultar sua equipe cirúrgica sobre suas específicas restrições), amassada e muito cozida.

Em relação a outras hortaliças, a abóbora possuí a vantagem de promover uma sensação de saciedade prolongada, devido a sua composição possuir uma textura fibrosa, além de, por possuir poucas calorias ser uma excelente pedida para ingerir no intervalo entre as principais refeições.

Outra curiosidade sobre o alimento e que talvez a maioria não saiba é que, além de ser rica em Vitamina A, este alimento é um excelente auxiliar em exercícios físicos, possuindo carboidratos, pouca gordura e uma excelente concentração de potássio (similar, e até superior dependendo do tipo de abóbora ingerida, do que a da banana), nutrientes importantes para recuperação física após treinos, importantes para ajustar os eletrólitos e o funcionamento metabólico.

Complementando a isso, a abóbora é um alimento facilmente encontrado em quase qualquer supermercado, também conhecida como moranga ou jerimum, podem ser adicionados as mais inúmeras receitas, seja a caldos, saladas, massas, tradicionais doces caseiros ou simplesmente servida em pedaços.

Caso tenha dúvida em relação as propriedades desse alimento, sugiro procurar sua equipe médica, além de poder tirar suas dúvidas, poderá ser direcionado a quais tipos de receitas você poderá inserir a abóbora sem que apresente nenhum risco a sua dieta ou cirurgia.

Provavelmente isso passa pela cabeça de muitos que pretendem passar pela redução de estômago, mas talvez por medo de parecer estar com cabeça de gordo, nem todos tenham coragem de perguntar. "O Refrigerante após a gastroplastia é viável?" Pra maioria que já operou, a resposta deveria ser simples: NÃO - Mas a verdade é que a grande maioria, se não praticamente todos os obesos tem uma relação muito "direta" com o refrigerante, isto é, mesmo sabendo de todos os males derivado do consumo do mesmo, mesmo sabendo que não tem quantidades nutritivas significativas de nada, ainda assim, são viciados em um copo gelado desse veneno gasoso, e é muito difícil resistir ao anceio de colocar um gole na boca e beber como antes... Não é verdade?

Aconselho a todos a não ingerir refrigerante após a cirurgia, ainda mais sem liberação médica, por pelo menos 3 meses após operado, refrigerantes irritam o estomago, causando enjôo, ansia e em alguns casos, até se agravar em uma gastrite, além do mais, alimentos fortes podem causar vômito, e vômito em excesso pode romper pontos internos. Se ainda assim, ainda quer beber refrigerante, segue algumas dicas:
  • Prefira ás "águas de sabores" como H2OH por exemplo, contém menos gás e não possuí açucares, mas não perca a moderação, possuem sódio, e além de todos os malefícios do mesmo, ainda grifo o que mais atrapalha nas dietas alheias, a retenção de líquido
  • Tire o máximo do gás antes de beber, o gás incha o estômago, fazendo força para que ele distenda, "alargando-o"
  • Misture com água ou coloque gelo, isso diminuirá o teor de sódio da bebida
  • Deixe-o ao ar livre, isso fará com que ele perca o gás naturalmente (ainda assim, tire o que puder do gás depois)
  • EVITE BEBIDAS NÃO DIETÉTICAS - Mesmo que as Dietéticas provoquem mais a parede estomacal, ainda sim, são menos piores do que ingerir açucares desnecessários ao organismo, refrigerante pode causar dumpping e não é nada legal
Lembre-se, antes de se aventurar na dieta, consulte sua nutricionista ou seu médico e peça autorização, só ele é capaz de definir o que é seguro ou não para você, afinal, cada caso é um caso, e não se pode generalizar dietas, se a vontade for maior que o bom senso, pegue todas as dicas acima, mas não esqueça de saber se pode ou não beber, afinal, como disse no começo do texto, a maioria das equipes costumam liberar determinados alimentos depois de algum período de tempo baseado na dieta, suplementação e acompanhamento do paciênte e no tipo da cirurgia feito pelo mesmo...

Só sua equipe médica é capaz de dizer o que é certo ou errado para sua dieta.


A Liga, exibido pela Band, é um programa jornalístico e crítico que visa demostrar e debater sobre assuntos polêmicos do cotidiano brasileiro. Esse programa sobre obesidade foi exibido no dia 05 de Abril, e nele, Rafinha Bastos, Sophia Reis, Debora Vilalba e Tháide vão as ruas para mostrar o quão dificil é ser obeso no Brasil.

Além de mostrar as dificuldades que passam aqueles com uns "quilinhos a mais", o programa fala sobre a Gastroplastia e a Redução de estômago, sobre métodos alternativos de emagrecimento, e sobre a convivência com a obesidade, além de explorar outros assuntos polêmicos como a falha de adaptação dos serviços convencionais ao obeso, a obesidade infantil, entre tantas outras dificuldades. Vale a pena assistir.





Parte II de VI - http://www.youtube.com/watch?v=AndBmSwfN2E&feature=related
Parte III de VI -
http://www.youtube.com/watch?v=MBR7_t0MMgY&feature=related
Parte IV de VI - http://www.youtube.com/watch?v=3eBZtyA8buM&feature=related
Parte V de VI -
http://www.youtube.com/watch?v=bUxUOcGauGo&feature=related
Parte VI (Final) -
http://www.youtube.com/watch?v=wmF_RM8e6lk&feature=related

Provavelmente MUITOS aqui se identificarão com o vídeo, ficarão indignados ou revoltado naturalmente, e se identificarão com algumas cenas que já passamos tantas vezes antes.

Entrevista postada no grupo Redução de Estômago criado pelo, também gastroplastizado, André Schleich. A matéria foi veiculada no Jornal do Almoço do canal RSB TV (Canal do RS). Bem detalhada, muito bem explicada, com participação de médicos importantes, e entrevista com a Drª. Jacqueline Rizzolli também participante do grupo.

Quem não conhece o grupo e tem interesse em participar, precisa apenas ter um facebook e pedir para ingressar no link: http://www.facebook.com/groups/249468955077030/?id=264943450196247

Ingredientes
2 xícara de chá de mandioca cozida e amassada
1 xícara de chá de farinha de trigo
2 Ovos
1 colher de sopa de margarina Light
1 fatia média de queijo minas "desfiado"
Recheio a gosto - Sugestão - Carne moída bem cozida.
Como fazer
  1. Misture o ovo, a margarina, o queijo minas e a mandioca em uma vasilha, e vá adicionando a farinha aos poucos até a massa adquirir uma textura homogênea e firme.
  2. Pegue o recheio desejado e o cubra com a massa, fazendo formatos de bolinhos, sugestão de formatos redondos, lembre-se de fechar bem a massa.
  3. Coloque em uma assadeira antiaderente ou unte com um pouquinho de margarina e farinha.
  4. Leve em forno quente por aproximadamente uns 25 minutos.

Veja mais antes e depois: Antes e depois Gastroplastia e Redução de Estômago #1
Passeando pelas redes sociais, encontrei impressionantes Antes e Depois de ex-obesos, ou quase lá, que fizeram a gastroplastia, pensando nisso, resolvi fazer posts semanais com os mais impressionantes antes e depois encontrados pela "rede". Todas as fotos e descrições de perdas, valores, e tempo, são baseado em pesquisas na internet em sites e comunidades do gênero. caso deseje ter uma foto sua aqui no blog, basta enviar um e-mail para rennan@nighton.com.br com sua foto e as informações sobre a mesma, caso não esteja pronta a montagem, pode enviar as fotos separadas de antes e depois que faço a montagem e posto aqui no blog o quanto antes (caso deseja remover uma foto sua que tenha sido exibida aqui, também pode mandar o e-mail que retiraremos assim que ler sua mensagem).

OS MAIS IMPRESSIONANTES ANTES E DEPOIS DA SEMANA #2
Carol Nunes - Orkut - Peso Antes: ??? Peso Depois: ??? Tempo de Operada: ???



Carol Silva - Orkut - Peso Antes: 112 KG Peso Depois: 69 KG Tempo de Operada:  8

Parceiros



Coloque nosso banner em seu site:


Copie e cole o código acima em seu site!

Seguidores

Aquele que vos fala

Minha foto
Operado desde: 19/março/2011
Peso antes: 196.4KG
Ultima pesagem: 30/janeiro/2015
Peso Atual: 105.7 KG
Divulgue nosso blog aos seus amigos:

Curta nossa página no Facebook

Postagens populares