Ansiedade Pós-Cirúrgica e Fome Psicológica

Postado por Rennan Silva terça-feira, 12 de abril de 2011


Nada é mais chato para alguem que acabou de operar do que a ansiedade após a cirurgia, são elas por N motivos: Se livrar do Dreno e dos Pontos o mais rápido possível; A mudança de tipo de dieta e quanto tempo esta vai demorar; A vontade de emagrecer o mais rápido possível, entre tantos outros. Além de todos esses motivos, existe um que a maioria não conhece, mas que é talvez o pior deles, a alteração hormonal - Pois é, após operado, você realmente sofre uma alteração hormonal (depende do tipo de cirurgia, mas como no Brasil, mas de dois terços da cirurgia são Bypass, me arrisco a dizer que é bem provável que você leitor, sofra deste mal que trás tantos benefícios), e o que isso quer dizer? Quer dizer que é como se você, homem ou mulher, enfrentasse algo como uma TPC (Tensão Pós-Cirurgica), mas pros que vêem isso como um mal, vou dá uma dica, é graças a isso que você não sente mais tanta fome quanto antes.

Ok, o estomago reduzido e a sensação de satisfeito mais rápida também são motivos, mas como o estomago foi separado, ele diminui consideravelmente o envio de hormônios responsáveis pela fome ao sistema nervoso, ou seja, reduz consideravelmente a fome física.

Existem formas de controlar essa ansiedade, entre elas, as atividades físicas leves são a minha favorita, em especial a caminhada. Além das vantagens óbvias em auxiliar no emagrecimento, existem também 3 recompensas fantásticas para aqueles que começam a se exercitar rotineiramente: Melhor disposição física conforme o corpo se adapta as condições do exercício, redução nas taxas de açucar e gordura no corpo e a melhor delas, principalmente para aqueles que já estão quase roendo a unha dos pés, a liberação de hormônios como serotonina e endorfina e dispersão de adrenalina e nora-adrenalina, resultando numa sensação de prazer e recompensa.

Evite métodos não indicados por seus médicos, chiclete e balas mastigáveis por exemplo, podem reduzir a sensação de ansiedade, mas são muito perigosos ao seu novo "estomaguinho", a produção de ácido gástrico gerada pela mastigação e salivação podem causar gastrite e perfurações estomacais graves, e como seu estomago está reduzido, isso quer dizer que os riscos são muito maiores.

Sair de casa é um remédio pro corpo, pra mente e arrisco a dizer, até pra alma pra aqueles que tem fé. Uma das maiores discussões sobre o tema é sobre o como as pessoas lidam com a incapacidade de suprirem sua antiga compulsão por comida, muitos dizem que ex-obesos gastroplastizados são mais sucetíveis a cair em outros vícios como "alcool" ou "drogas", e que a compulsão por comida é na verdade uma forma de suprir algum deficiência emocional, eu pessoalmente, como UM OPINANTE e não como UM MÉDICO, não levo muita fé nisso, acredito que isso parta de pessoa por pessoa, é mais que sabido que o indice de mortalidade por obesos até os 40 anos é reduzido em 12 vezes após a cirurgia, isso quer dizer que a cirurgia salvou pessoas, vidas que seriam destruídas pelos males da comida, e que estão ali, de pé. Já escutei também o argumento de que pelo alcool chegar mais rápido ao organismo, ele vicia mais, mas se fosse assim então, é uma questão de procurar tratamento indicado, cada um tem que ter consciência da escolha que fez.

Nenhuma equipe séria opera alguém sem ter feito um chek-up físico e mental antes, então se a pessoa operou compulsiva, é importante que ela se trate, ao invés de mudar de vício, a cirurgia não é uma mera reeducação, ela é uma imposição física, então é preciso condições, exceto no caso de pessoas que sofrem de fome psicológica, aqueles que tiveram um bom preparamento estão mais que prontos pra seguirem uma vida nova e se adaptarem aos hábitos condicionados, se esse não é o seu caso, é bem provável que você sofra de compulsão alimentar pós-cirurgica.

Como saber se sofro de fome psicológica ou compulsão pós-cirurgica por comida?
É muito normal após a cirurgia, a sensação de enjôo imediata, uma das maiores pistas para saber se tem ou não uma fome psicológica exagerada é a ausência deste, caso você consiga se sentir tentado por um cheiro forte de comida ou não consegue ver alguém comendo algo sem querer comer também, é muito provável que seu lado psicológica esteja gritando mais alto. Seu corpo não quer e não pode querer aquela comida, então a grande responsável por esta vontade é sua mente.

Mas não serei de todo hipócrita: A fome psicológica também não é de todo um mal, como seu organismo não quer saber muito de comida, comer com a mente ajuda a se manter nutrido, mas se perceber que está abusando ou está comendo mais do que indicado pelo seu endócrino ou nutricionista, isso é um sinal amarelo grave, agora, se você tem ataques compulsivos do nada, procure imediatamente um tratamento, pra aqueles que ainda não foram operados, só operem depois que sentirem-se curado disso, não se esqueça que os primeiros meses são destinados a uma cicatrização correta, e extrapolias são extremamente arriscadas. Além disso, o desespero por comida pode acarretar num verdadeiro desperdício da cirurgia, na qual, a perda pode ser bem inferior a desejada, e se não controlado corretamente, surtir em quadros mais graves, causando até morte imediata mesmo em casos extremos de descontrole alimentar (Acredite, se na dieta diz pra comer 200 ML, não coma 400, é perigoso!).

7 comentários

  1. Carol Says:
  2. Oie!!! nussa tenho trabalhado bastante nesse meu aspecto... alias... nos dois.. pq eu tenho fome psicologica e ja me peguei em surtos de compulsao mesmo.. mas tenho feito terapia e como meu marido eh um pos operado ele tem me ajudado muito tb nisso... ja me mostrando situaçoes de jacada e mostrando o q eu nao "posso mais" depois da cirurgia... tem sido bem legal...

    em relaçao ao meu caso d gordura no "figo" tenho começado a dar uma controlada nesses itens tb =D

    beijossssssssssssssssssss

     
  3. thais Says:
  4. Oi, rennan!!
    Ameei o novo blog!! Fala muito bem sobre o caso e nada melhor que experiencias reais serem compartilhadas! Suuper feliz por você!
    Beeeijoos!
    Thaís

     
  5. liza Says:
  6. OI RENNAN ADICIONEI SEU BLOG PORQUE ACHEI QUE VC RELATA A REALIDADE QUE VIVEMOS NO PÓS OPERATÓRIO DA GASTROPLASTIA,PARABENS PELOS POST,SÃO REALMENTE COM CONTEUDOS.MEU NOME É LIZANDRA MORO NO E.S E SE QUISER TROCAR IDEIAS SOBRE A GASTROPLASTIA MEU MSN É lizadaenfermagem@hotmail.com
    meu blog é liza-gastroplastiaumsonhorealizado.blogspot.com

     
  7. É verdade, essa sensação de falsa fome é terrível, eu senti muita falta de mastigar. Tenho 3 meses de operada, visite o blog e vamos trocar experiências. http://depoisdagastroplastia2.blogspot.com/

     
  8. Ju Sallum Says:
  9. Olá!
    Minha ansiedade é com relaçao ao emagrecimento...Tenho 19 dias de operada e a balança me mostra que só perdi 8 kilos...Estou arrasada e com medo de a cirurgia nao ter feito o efeito correto em mim...teria que ter emagrecido bem mais...e to fazendo tudo direitinho...Socorro...Me sacrificar nao tem sido problema...mas achei que o resultado seria mais rápido...O que há comigo?

     
  10. oie gostei daqui e das dicas eu sofro d ansiedade na tpm apenas fora isso belizinha e vc como esta bjsssss

     
  11. oie gostei daqui e das dicas eu sofro d ansiedade na tpm apenas fora isso belizinha e vc como esta bjsssss

     

Postar um comentário

Parceiros



Coloque nosso banner em seu site:


Copie e cole o código acima em seu site!

Seguidores

Aquele que vos fala

Minha foto
Operado desde: 19/março/2011
Peso antes: 196.4KG
Ultima pesagem: 30/janeiro/2015
Peso Atual: 105.7 KG
Divulgue nosso blog aos seus amigos:

Curta nossa página no Facebook

Postagens populares